Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Delegados de Arapongas serão transferidos para Astorga e Umuarama

Loading...

MUDANÇA

Delegados de Arapongas serão transferidos para Astorga e Umuarama

Carlos Marcelo Sakuma e Osnildo Carneiro Lemes. Foto: Arquivo Tribuna do Norte

Os delegados de Polícia Civil de Arapongas serão transferidos na próxima semana. Osnildo Carneiro Lemes, chefe da 22ª Subdivisão Policial (SDP) irá para a 7ª Subdivisão Policial de Umuarama enquanto Carlos Marcelo Sakuma assumirá a delegacia de Astorga.

Lemes fica no lugar de Pedro Fontana, transferido para Maringá. Marcos Fernando da Silva Fontes, que atuava em Londrina chefiará a 22ª SDP, junto com Reginaldo Caetano, que vem de Sarandi, substituindo Sakuma.

A informação foi confirmada na quarta-feira (08) quando foram apresentados todos os nomes dos delegados transferidos. Apesar da mudança já ter sido anunciada, ainda não há data definida de quando os policiais assumirão os novos cargos.

De acordo com Lemes, as transferências fazem parte de um remanejamento geral da Polícia Civil. Ele disse que se despede de Arapongas com o sentimento de dever cumprido.

“Conseguimos criar a subdivisão, sair da Rua Tucanos e ir para nova sede na Rua Marabú, separando assim a cadeia da delegacia. Mudou todo o aspecto da questão da segurança, trazendo benefícios muito grandes à população”, ressalta.

Sakuma também encerra seu trabalho em Arapongas com satisfação e enaltece a participação dos araponguense nas questões de segurança pública. 

“Fiquei por aqui dois anos e meio e gostei muito da cidade e principalmente população que participa junto. Fiz o máximo que pude para contribuir e espero fazer o mesmo por Astorga”, diz.

Tanto para Lemes quanto para Sakuma, os novos delegados que assumirão a delegacia de Arapongas devem dar atenção especial ao tráfico de drogas e ao crime contra o patrimônio. 

“São os crimes comuns em todas cidades, no entanto o tráfico é acentuado em Arapongas, bem como os furtos e roubos que têm acontecido em números expressivos”, afirma Lemes. 

Já Sakuma, além de compartilhar a mesma opinião também alerta para outra questão. “A preocupação também deve ser direcionada a alguns crimes pontuais e aos homicídios”, conclui.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias