Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

13º salário da Prefeitura injeta mais de R$ 4 milhões no comércio

Loading...

FUNCIONALISMO/APUCARANA

13º salário da Prefeitura injeta mais de R$ 4 milhões no comércio

Valores estarão disponíveis para saque a partir desta quinta-feira (13/07). Foto: Edson Denobi

No mês em que não há uma data comemorativa especial para incrementar as vendas, a Prefeitura de Apucarana injeta R$ 4.360.867,65 no comércio local. Trata-se da primeira parcela do 13º salário dos servidores municipais, que estará disponível para saque a partir desta quinta-feira (13/07).

O anúncio foi feito pelo secretário municipal de Fazenda, Marcello Machado, que esteve acompanhado na entrevista coletiva concedida à imprensa pela equipe de recursos humanos, tesouraria e contabilidade. Os recursos beneficiam 3.262 funcionários, abrangendo funcionários da Prefeitura (866), da Autarquia Municipal de Educação (1.562), Autarquia Municipal de Saúde (819) e do Idepplan (15).
Machado lembrou que neste ano a dificuldade aumentou para os municípios, com a queda na arrecadação provocada pela crise econômica pela qual o país atravessa. “Esse é um dos piores anos em termos de arrecadação, mas seguindo o que o prefeito Beto Preto determina cumprimos mais uma vez o planejamento, sempre com austeridade e economizando recursos”, frisa o secretário municipal de Fazenda.

A prioridade da atual administração, conforme Machado, é o pagamento em dia da folha salarial, dos encargos trabalhistas e dos fornecedores. “Já fizemos o pagamento de 54 folhas e nove vezes o 13º salário, tudo rigorosamente em dia e ainda iniciando a concessão de avanços funcionais. Além disso, já pagamos R$ 55 milhões de dívidas herdadas e investimos outros R$ 50 milhões em obras, serviços, equipamentos e veículos”, frisa.

De acordo com ele, a primeira parcela representa 50% do salário extra, sendo os valores repassados integralmente, ou seja, sem os descontos referentes ao Imposto de Renda (IR) e INSS. Já a segunda parcela deverá ser liberada em meados de dezembro.

O montante liberado aquece a economia local, favorecendo o consumo de produtos e serviços na cidade. “Isso é muito importante para movimentar o comércio, pois o recurso entra no mês de julho, época em que não tem nenhuma data comemorativa especial para fomentar as vendas”, avalia Machado.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias