Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cine Fênix recebe extensão do Festival de Música de Londrina

Loading...

CULTURA

Cine Fênix recebe extensão do Festival de Música de Londrina

Cine Fênix recebe extensão do Festival de Música de Londrina

O Cine Teatro Fênix, de Apucarana, recebe a partir deste sábado (08/07), uma série de cinco espetáculos dentro do 37º Festival Internacional de Música de Londrina (FML). A programação extensiva foi confirmada nesta semana pela Secretaria da Promoção Artística, Cultural e Turística da Prefeitura de Apucarana (Promatur). “Todos terão entrada gratuita e os ingressos deverão ser retirados a partir de uma hora antes de cada espetáculo, que terão início sempre às 20 horas, limitados a 480 lugares que é a capacidade do local”, informa Maria Agar Borba Ferreira, secretária Municipal da Promatur.

A primeira atração será a Banda Sinfônica do Exército, que se apresenta neste sábado sob a regência do 2º Tenente José Roberto Fabiano. No dia 13 de julho, “Duo de Piano Gomez Lee”, com a sul-coreana Jaeeun Lee e o espanhol Javier Gomez Dolera, pianistas solistas que colecionam prêmios em competições internacionais tocando em concertos e recitais em todo mundo. Dia 17 de julho, o espetáculo será com “Cida Moreira” – Show Soledade Solo, cantora, atriz e pianista brasileira que tem uma carreira premiada desde a década de 70.

Dia 18 de julho, às 20 horas, o teatro apucaranense receberá recital de piano com a ucraniana “Julija Botchkovskaia”. Quando pequena, tocou em vários lugares da antiga União Soviética, tanto em recitais solo como acompanhada por várias orquestras. Atualmente, tem se apresentado em salas de concerto por todo o mundo, inclusive Japão e América do Sul. E, finalmente, no dia 21 de julho, às 20 horas, “Duo Clavis”, que apresenta uma rara formação e combinação sonora usada na música brasileira instrumental (vibrafone/marimba & piano) através de sua criatividade e improvisações apresentadas por seu repertório e releituras. O Duo foi formado em 2011 pelos músicos londrinenses: Marcello Casagrande e Mateus Gonsales.

Serviço: Mais detalhes sobre os espetáculos da extensão Apucarana podem ser obtidas no site www.apucarana.pr.gov.br ou pelo telefone 3423-2944. O FML é uma realização do Governo do Paraná, Prefeitura do Município de Londrina, Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Associação de Amigos do FML. Mantém duas estruturas: pedagógica e artística. A programação pedagógica conta com cursos ministrados por professores reconhecidos no Brasil e exterior, propõe alternativas e novos direcionamentos para o fazer musical e para a educação musical. Quarenta e oito professores nacionais e internacionais ministrarão 50 cursos e práticas: Práticas de Conjunto, Cursos de Regência, Instrumentos, Voz, Estruturação Musical, Música Popular, Cursos para Crianças, Oficina do Choro, Jazz Vocal e Música e Tecnologia. Já a programação artística do Festival promoverá 50 eventos em diversos espaços da cidade de Londrina. Mais detalhes podem ser obtidos pelo site http://www.fml.com.br.

37º Festival Internacional de Música de Londrina
Programação de Apucarana
08 de Julho – Sábado – 20h
Banda Sinfônica do Exército
Criada em 2002, tem como objetivo estabelecer um elo artístico cultural entre o exército e a sociedade brasileira através da música. Ao longo dos anos, a Banda se apresentou nas mais importantes salas de concerto do Brasil e recebeu importantes solistas nacionais e internacionais. Recebeu também diversos prêmios. Entre eles, o de “Melhor Projeto de Música Erudita” e o “Prêmio Especial Cultural”, ambos concedidos pela Associação Paulista dos Críticos de Arte – APCA.
A Sinfônica é administrada pela Fundação Cultural Exército Brasileiro – FUNCEB, entidade civil, sem fins lucrativos, criada no ano 2000, com o propósito de recuperação do rico patrimônio histórico e cultural disseminado por todo o território nacional ao longo da história do Exército Brasileiro.
Atualmente, o diretor artístico é o maestro Eduardo Pereira, o regente é o Tenente José Roberto Fabiano e o Subtenente Gilson Souza, mestre de música.

13 de Julho – Quinta-Feira – 20h
Duo de Piano Gomez Lee
Jaeeun Lee and Javier Gomez Dolera são pianistas com uma carreira brilhante como solistas ganhando prêmios em competições internacionais tocando em concertos e recitais em todo mundo. Tendo a música de Câmara como seu maior interesse, eles também exploram repertório para dois pianos. Juntamente com seu estudo na Alemanha e Espanha, eles se aperfeiçoaram no estudo a dois pianos no Conservatório Liceuem Barcelona com o professor Josep Colom onde obtiveram as maiores notas. A estreia do espetáculo a dois pianos no Centro de Convenções Munseum 2013 (Coreia do Sul) teve um sucesso tão grande que os levaram a estabilizar em cidades como Madrid, Barcelona, Bruxelas e Coreia do Sul

17 de Julho – Segunda-Feira – 20h
Cida Moreira
Estreou nos palcos brasileiros na década de 1970. Seu primeiro trabalho musical, “Summertime”, independente e ao vivo, foi lançado em 1981, com clássicos do jazz e do blues, além da versão censurada de “Geni e o Zepelim”, de Chico Buarque. Cantora, pianista e atriz, lançou dez álbuns, dentre os quais “Cida Moreira interpreta Brecht” (1988), “Cida Moreira canta Chico Buarque” (1993) e “A Dama Indigna” (2011). Ganhou o prêmio de Melhor Atriz pelo filme “O Que Se Move” (2013) no Lakino Film Festival, em Berlim.

“Da Rádio Marconi, de Paraguaçu Paulista, à era de ouro da MPB, passando por festivais interioranos e shows universitários, Cida foi desembocar nos palcos de São Paulo, Rio e outras praças, sempre ligada ao que de mais avançado se fazia no país e no mundo, tendo bebido de todos os mananciais mais substanciosos e convivido com pessoas à altura das suas aspirações. E só poderia mesmo ter surpreendido com o ecletismo de suas escolhas, provando ser, em todas elas, a artista completa que é, senhora absoluta de sua voz, de sua emoção e do espaço que ocupa nos palcos e na vida dos que a rodeiam.

E não sei se no plano mundial se vai encontrar expressão tão acabada do casamento de música e teatro, com um repertório que inclui Brecht e Kurt Weill (às vezes, Hans Eissler ou Paul Dessau), Chico Buarque, as canções do cinema brasileiro, Adoniran Barbosa, as modinhas de Mário de Andrade, Tom Waits e Cartola. Para não falar de suas participações em homenagens a Paulinho da Viola, Maysa e Dolores Duran. Deveras, um repertório considerável, sendo ela, a intérprete singular, expressão de algo que, entre nós, apenas os circos-teatro e os chamados teatros de alumínio das nossas infâncias tiveram. Enfim, uma cantora de repertório, como se diz que o teatro alemão, por exemplo, é um teatro de repertório” (José Pedro Antunes no livro “Cida Moreira: a dona das canções” (2012), de Thiago Sogayar Bechara).

18 de Julho – Terça-Feira -20h
Julija Botchkovskaia
Nascida na Ucrânia, teve suas primeiras aulas de piano com sua mãe, a professora Ludmila Botchkovskaia, e seu talento logo foi reconhecido com um lugar na Escola de Música Central de Moscou, onde teve como professora Tâmara Koloss de 1981 a 1989. Continou seus estudos na capital russa no famoso Conservatório Tchaikovsky na classe de Vera Gornostaeva até 1993. Neste período Julija Botchkovskaia tocou em vários lugares da antiga União Soviética, tanto em recitais solo como acompanhada por várias orquestras.

Uma nova fase de sua vida começou quando se mudou para Hamburgo e passou a estudar na Escola de Música e Teatro de Hamburgo com o professor Volker Banfield. Venceu inúmeras competições, como o Prêmio Maria Canals em Barcelona e a Competição Mundial de Piano AMSA em Cincinnati. Tem se apresentado em salas de concerto por todo o mundo, inclusive Japão e América do Sul. Suas gravações são programadas por rádios como a BBC, Radio Suisse Romande, Deutschlandfunk Berlin e NDR Kultur. Sua performance da música de Nikolaj Roslavets, gravado com o violinista Mark Lubotsky e sua dedicação para a Fundação Alemã de Proteção ao Monumento são exepcionais. Atua como docente no Hochschule für Musik und Theater de Hamburgo. Seu nome figura desde 2007 na lista de artistas de elite da Steinway. Em 2009 fez parceria com a violoncelista Natalia Gutman.

21 de Julho – Sexta- Feira – 20h
Duo Clavis
Duo Clavis apresenta uma rara formação e combinação sonora usada na música brasileira instrumental (vibrafone/marimba & piano) através de sua criatividade e improvisações apresentadas por seu repertório e releituras. O Duo foi formado em 2011 pelos músicos londrinenses.


Marcello Casagrande(vibrafone/marimba)natural de Londrina-PR. Mestre em percussão performance pela Universityof Missouri – Columbia (USA), e Graduado em Licenciatura em música pela Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Foi aluno do Colégio preparatório de instrumentistas da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) e da Escola Brasileira de Música (RJ) sob orientação do Prof. Luiz D’Anunciação (OSB). Desde 1990 é Timpanista, chefe da seção de percussão da OSUEL (Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina). Como vibrafonista tem participado em apresentações e gravações com diversos grupos na região de Londrina. Também atua como professor de percussão em projetos sociais, festivais de música, aulas privadas e convidado para ministrar aulas de percussão em cursos de extensão e especialização na Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Mateus Gonsales(piano),natural de Londrina-PR. Formado em Jazz e MPB no Conservatório Musical e Dramático de Tatuí-SP, e graduado em produção fonográfica pela UNOESTE (Presidente Prudente-SP). Pós-graduado em Arranjo Musical pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Desenvolve amplas atividades como pianista em vários grupos musicais, shows, gravações e projetos culturais. Tem atuado como produtor e arranjador em diversas produções musicais e CDs. Na área pedagógica é professor de piano, harmonia e improvisação.

Os músicos formaram o Duo para desenvolver um trabalho de música instrumental, com o vibrafone/marimba e piano, para divulgar o novo e o tradicional repertório de compositores brasileiros. Com arranjos musicais próprios e composições originais, apresentam a riqueza das texturas sonoras e possibilidades expressivas de sua combinação instrumental. O Duo Clavis tem como uma de suas características principais a utilização da improvisação como elemento essencial para a estruturação criativa de sua música. O novo, o inesperado, o silêncio…são caminhos percorridos através da trilha sonora do Duo Clavis. O Duo vem se apresentando regularmente em diversos recitais, shows e concertos, como na Série de música de câmara da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina (OSUEL); na programação artística doFestival Internacional de Música de Londrina; na Série Palcos Musicais; e projetos do SESC pelo Paraná.

O Duo realizou o projeto “Duo Clavis – Concertos Itinerantes 2013”, com concertospor diversas cidades do estado do Paraná. Em 2014 foram convidados para se apresentar no VI Encontro Latino-Americano dePercussão na Universidade Federal de Uberlândia (UFU – MG), erealizaram concerto/masterclassna Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).No ano de 2015 lançaram seu primeiro CD “Duo Clavis”. Em 2016 se apresentaram em São Paulo no Encontro de Vibrafones, shows aonde se apresentaram os principais vibrafonistas brasileiros; realizaram concerto/masterclass no 14o. Festival Internacional de Percussão da Patagônia em General Roca, Argentina, e se apresentaram em Nova York (USA) no Johnny PachecoLatinmusicand Jazz Festival e no NYC KoSAPercussion Day.

Em fevereiro de 2017 participaram do VII Vibraciones – Festival Internacional de Vibrafone e Marimba – em Lima no Peru. OCD“Duo Clavis” (2014-2015)é composto de obras originais dedicadas – encomendadas ao Duo pornovos compositores brasileiros:tais como André Siqueira, Fernando Kozu, Gilberto de Queiroz, Marco Veronesi, Victor Lazzarini e Vitor Gorni; e composições de grandes nomes da música brasileira como Ney Rosauro, Paulo Braga e César Camargo Mariano. No seu repertório também estão arranjos e releituras de composições de Egberto Gismonti, Guinga, Letieres Leite, entre outros grandes nomes da música brasileira.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias