Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Prefeitura já substituiu 4.700 lâmpadas em Apucarana

Loading...

ILUMINAÇÃO

Prefeitura já substituiu 4.700 lâmpadas em Apucarana

A Prefeitura de Apucarana atingiu nesta semana a substituição de um lote de 4.700 lâmpadas e luminárias. Os serviços, sob a responsabilidade do Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento (Idepplan), atenderam quarenta e dois bairros – na sua totalidade -, mais onze vias de ligação, que têm tráfego mais intenso e são utilizadas nos itinerários do transporte coletivo urbano.
“Estamos garantindo um sistema de iluminação mais eficiente para Apucarana com a substituição de lâmpadas de mercúrio por outras de vapor metálico. 

O investimento foi da ordem de R$ 4 milhões”, informa o prefeito Beto Preto.
Conforme avalia ele, está sendo atingido o objetivo de modernizar todo o sistema de iluminação pública, expandir a rede de energia elétrica para novos bairros e loteamentos, além de agilizar o atendimento dos cidadãos em todas as suas demandas neste segmento.

“A prefeitura assumiu a manutenção da iluminação pública, que anteriormente era executada pela Copel, terceirizando os serviços mediante contrato firmado com a Tecnoluz Eletricidade Ltda, empresa que vem operacionalizando o trabalho de forma satisfatória”, assinala Beto Preto.

Desde meados de 2016, a prefeitura passou a ser responsável (através da empresa terceirizada) pela troca de lâmpadas e outros reparos em cerca de 17 mil pontos de luz, localizados em ruas, avenidas e logradouros.

O Município pretende, paulatinamente, fazer a modernização do parque de iluminação pública. “Em torno de 25% das lâmpadas ainda são de mercúrio, uma tecnologia que está vetada há 13 anos. Aos poucos, vamos continuar fazendo a substituição por lâmpadas de vapor metálico”, ressalta Beto Preto, salientando que as diversas ações que estão planejadas promoverão um salto de qualidade no serviço.

Lafayete Luz, engenheiro eletricista e diretor-presidente do Idepplan, esclarece que o contrato assinado com a Tecnoluz é exclusivo para a manutenção da iluminação pública. “São situações relativas, por exemplo, a lâmpada queimada, reator e soquete. Já os casos de falta de energia nas casas, fiação da rede, disjuntor e outros do gênero continuam sob a responsabilidade da Copel”, exemplifica Lafayete.

O serviço está gerando um gasto mensal com a manutenção da iluminação pública na faixa de R$ 80 mil.  “A Prefeitura está arcando com o custo operacional da manutenção, pagando por ponto atendido, sendo que as lâmpadas e demais materiais correm por conta da empresa contratada”, revela o engenheiro.
O engenheiro eletricista Ivan Martins, sócio-proprietário da Tecnoluz, explica que o contrato é por performance. “O nosso objetivo é evitar a troca da lâmpada, por isso colocaremos materiais de qualidade. Fica mais caro deslocar o caminhão e equipe do que investir em materiais que tenham uma durabilidade maior”, constata. 

Troca de lâmpada pode ser pedida por telefone
O serviço de 0800 vem funcionando a contento em Apucarana. O número para solicitação de serviços é o 08006001428. “Sob a direção da Copel os pedidos de troca de lâmpadas queimadas tinham um prazo de 72 horas para substituição. Agora, com a prefeitura administrando o serviço, o prazo máximo para a troca é de 48 horas, após o registro do pedido”, revela Lafayete Luz, do Idepplan, acrescentando que em caso de solicitações de emergência, como nas proximidades de um hospital, do SAMU ou da UPA, por exemplo, o prazo é de 12 horas.

A Tecnoluz, empresa responsável pela manutenção do serviço, também mantém um serviço de pós-atendimento, com o objetivo de checar a satisfação dos cidadãos. Periodicamente, o prefeito e o Idepplan vêm recebendo estes relatórios, e os resultados apresentados são bastante satisfatórios.
O serviço – que é fiscalizado pelo Idepplan – vem sendo prestado durante o dia e também à noite, com um turno das 8 às 18 horas e outro no período noturno, com jornada de 7 horas.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias