Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Período de chuvas faz solicitações de roçagem triplicarem em Apucarana

Loading...

MATO ALTO

Período de chuvas faz solicitações de roçagem triplicarem em Apucarana

Demanda de roçagem de mato no município triplicou. Foto: Assessoria

Nos meses entre dezembro e março, o setor de Serviços Públicos da Prefeitura de Apucarana precisa se desdobrar para atender a demanda de roçagem de mato no município. Por se tratar do período com mais chuvas e sol intenso, a plantas crescem mais rápido e, por consequência, as ligações para o setor solicitando o serviço triplicam.

De acordo com o setor, em dias normais, a média é de cerca de cinco pedidos por dia. Já durante a temporada mais agitada, a média chega a 15 ligações por dia, ou seja, três vezes mais do que em outros meses.O diretor de Serviços Públicos da Prefeitura de Apucarana, Paulo Reis, explica que são três equipes fazendo hoje o serviço de roçagem em toda a cidade. O número de profissionais precisou ser ampliado para dar conta da demanda.

“Uma equipe é composta por cinco funcionários da própria Prefeitura de Apucarana. As outras duas são de uma empresa terceirizada. De acordo com o contrato, a empresa precisaria ter no mínimo seis pessoas no trabalho de roçagem. Mas, por conta da demanda, hoje são 14 funcionários deles fazendo o serviço”, destaca Reis.Segundo Reis, por conta da alta demanda neste período, é necessário que as equipes priorizem algumas áreas. 

“Nós temos como prioridade locais com maior fluxo de pessoas, ou seja, onde o mato incomoda mais gente. São praças, escolas, creches, parques, canteiros e também as saídas da cidade. Esses são os locais que mais ficamos em cima”.

Os próximos bairros a serem visitados pelas equipes serão os jardins Interlagos, Araucária e Catuaí. Em média, cada funcionário roça entre 1,5 mil e 2 mil metros quadrados de terreno por dia. Em média, as equipes roçam mais de 700 mil metros quadrados por mês.O serviço pode ser realizado em locais públicos ou particulares. 

No caso de terrenos particulares, o proprietário é avisado com antecedência. Caso ele não tome nenhuma providência em 15 dias, a Prefeitura realiza o serviço e depois cobra no IPTU o serviço prestado. O valor varia de acordo com o tamanho do terreno e do serviço prestado. Por isso, Reis faz um pedido.“É importante que os proprietários dos terrenos mantenham os locais particulares em bom estado. Se cada um fizer a sua parte, as equipes da Prefeitura podem realizar os trabalhos nos logradouros públicos com mais eficiência”, afirma.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 23/02

JOÃO DA ROCHA GREGORIO, 68 anos

BOM SUCESSO 23/02

MARIA APARECIDA DA SILVA, 63 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1905 · 21/02/2017

29 35 43 54 56 57