Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Após 10 meses, região volta a criar vagas de emprego

Loading...

CAGED

Após 10 meses, região volta a criar vagas de emprego

Polo moveleiro reage e amplia criação de vagas formais de emprego

O ano começou positivo na criação de empregos na região. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), as cinco maiores cidades da região criaram, juntas, 170 novas vagas de empregos. É o melhor desempenho dos últimos 10 meses, mostrando uma recuperação na economia local, ainda que tímida.O resultado ficou bem acima do mês anterior, quando foram encerradas 1.163 vagas de emprego. O último saldo positivo - quando o número de contratações é maior que demissões - havia sido registrado em em março de 2015, com a criação de 439 vagas. 

Já no comparativo com janeiro de 2015, os números não são bons. Foram 284 vagas criadas há um ano atrás. Sendo assim, o mês de janeiro desse ano registrou queda de aproximadamente 40% em comparação com o mesmo mês do ano anterior.Arapongas foi a principal responsável pelos números positivos no mês passado. O município criou 218 vagas de emprego. Foram 255 vagas de alimentador de linha de produção, cargo com maior saldo no mês. Em seguida está o cargo de operador de máquinas em geral, com 23 novas vagas e, em terceiro lugar, costureira, com 13 novas vagas, ou seja, a indústria voltou a contratar.

Entre os outros municípios com saldo positivo no mês está Jandaia do Sul, que criou 12 novas vagas. Destas, 10 foram para o cargo de vendedor do varejo. Jandaia foi seguida por Faxinal, que criou outras 7 vagas, com destaque para os cargos de trabalhador de serviços de manutenção e moleiro, com 9 vagas criadas cada.Mesmo registrando o saldo mais negativo, Apucarana também tem o que comemorar. Foram 45 vagas extintas no município, número bem abaixo das 489 registradas em dezembro último. O setor de confecção foi o que mais contratou, com 27 novos bordadores, 14 ajudantes de confecção e 13 auxiliares de corte. As maiores demissões aconteceram entre vendedores do varejo (-26), motorista de ônibus rodoviário (-20) e operador de caixa (-18).Ivaiporã também registrou números negativos, chegando a 22 vagas extintas. Os menores saldos foram na construção civil, com 9 postos de trabalho extintos no cargo de pedreiro e outros 5 no de servente de obras.

PARANÁ

O Paraná também teve saldo positivo, com a criação de 1.074 novos postos de trabalho. O número mostra uma recuperação do estado, já que em dezembro de 2015 foram mais de 45 mil postos de trabalho extintos no estado. Apenas cinco estados brasileiros fecharam o mês com saldo positivo.Já o Brasil começou 2016 fechando vagas de emprego com carteira assinada. Em janeiro, foram eliminadas 99.694, de acordo com o Caged. O resultado é o pior para o mês desde 2009, quando tinham sido eliminadas 101,7 mil vagas. Foi o décimo mês seguido de cortes. A última vez que o país teve saldo positivo foi em março do ano passado (19,3 mil).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 21/02

CARLOS FRANCISCO DA SILVA, 57 anos
JECYR MASTRO, 91 anos
DULCINEIA RODRIGUES, 37 ANOS
MARIA DE FÁTIMA DA SILVA, 63 ANOS

IVAIPORÃ
ADON SCHMIDT DE OLIVEIRA, 63 ANOS

JANDAIA DO SUL 21/02

GERALDA GARCIA DE OLIVEIRA, 74 anos
CARLOS ORTIS SANCHES, 63 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1904 · 18/02/2017

12 15 18 21 51 56