Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Número de empreendedores cresce 22% na região

Loading...

NEGÓCIOS

Número de empreendedores cresce 22% na região

Mesmo com as dificuldades econômicas enfrentadas pelo país atualmente, o número de Microempreendedores Individuais (MEIs) cresceu no último ano. O programa atingiu em 2015 um total de aproximadamente 5,6 milhões de inscritos em todo o país, gerando um crescimento de 22% na comparação com 2014. Na região, a tendência se manteve, com o aumento nas principais cidades repetindo a média de crescimento de 22%. Na soma das cidades de Apucarana, Arapongas e Ivaiporã, o ano de 2014 fechou com 6,7 mil MEIs. No ano seguinte, esse número chegou a quase 8,2 mil, crescimento de 21,9%, ou 1,5 mil novos empresários. 

O maior aumento ficou com Apucarana, com aumento de 26,8%, maior inclusive do que a média estadual, que ficou em 25%. Eram 3.776 microempreendedores no município em 2015, contra 2.978 em 2014. Arapongas vem na sequência, com crescimento de 18,6%. O ano de 2014 fechou com 2.955 MEIs na cidade. Já no ano seguinte, esse número subiu para 3.504. 

Já Ivaiporã, que tinha 774 microempreendedores em 2014, cresceu 16,3% e chegou a 900. Os dados são do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O resultado é comemorado pelo órgão. “A alta adesão ao programa nos deixa bastante satisfeitos. Acreditamos que os MEIs vão continuar crescendo nos próximos anos, por todas as vantagens que essa figura jurídica proporciona. Nosso desafio agora é manter ativas essas empresas. Para isso, oferecemos diversos serviços de suporte, desde auxílio ao pagamento de taxas e declaração de Imposto de Renda até capacitação através de cursos de gestão”, afirma Júlio César Rodrigues, consultor do Sebrae de Arapongas.

Ele credita a alta adesão ao aumento de pessoas querendo empreender e também da facilidade que a adesão ao MEI traz. “Por conta da crise econômica, muita gente que perde o emprego tem visto na abertura do próprio negócio uma boa alternativa. Já outros trabalhavam na informalidade, mas são atraídos pelas vantagens do programa. O MEI tem isenção de taxas, guia de recolhimento única, de pouco mais de R$ 40, além de crédito facilitado”. 

O vendedor de roupas apucaranense Alexandro Alves Mendes aderiu ao MEI recentemente. Trabalhando com vendas há cerca de quatro anos, ele decidiu há três meses abrir uma empresa e diz que não se arrepende. “Formalizei o meu negócio e isso só trouxe benefícios para mim. Hoje tenho segurança, pois pago o INSS, posso emitir notas fiscais, tenho CNPJ, posso conseguir crédito em instituições financeiras, entre outras vantagens. Legalizei o meu negócio e agora fico muito mais tranquilo”, conta. 

Em Ivaiporã, a reportagem da Tribuna encontrou na Sala do Empreendedor o serralheiro Weslley Magri Henares consultando sobre os trâmites legais para abrir o próprio negócio. Ele pretende trabalhar na fabricação de calhas nos fundos da casa dele. Henares que trabalha há 8 anos na atividade saiu de uma empresa nesta semana. “Chegou a hora. Era um sonho antigo que agora pretendo realizar”, relata Henares. O consultor do Sebrae de Ivaiporã, Diego Shiinoki alerta que os MEIs devem quitar a Declaração Anual do Simples Nacional (DASN) de 2015. O prazo para entrega termina em 31 maio. “A não formalização do documento implica no pagamento de multa e torna irregular o CNPJ e o CPF dos empreendedores, prejudicando o andamento dos negócios”. A declaração pode ser feita pela internet, no Portal do Empreendedor, ou nas Salas do Empreendedor em todo o Paraná

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias