Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Lira mostra Apucarana com 2,5% de infestação de Aedes

Loading...

DENGUE

Lira mostra Apucarana com 2,5% de infestação de Aedes

A cidade de Apucarana, na regi"ao norte do Paraná, está com índice de 2,5% de proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus, considerado de risco médio para as doenças. É o que mostra o Levantamento Rápido de Índices de Infestação do Aedes aegypti (Lira), divulgado hoje (26/01) pela Autarquia Municipal de Saúde, após trabalho de campo realizado pelas equipes dos agentes de endemias nos cinco estratos da cidade. No mesmo período de 2015, o índice alcançou 5,9%; em 2014 chegou a 3,8%, enquanto em 2013 foi de 6,1%. A região com maior infestação engloba o Parque Santo Expedito, cemitérios Cristo Rei e da Saudade, jardins das Flores e Esperança, Vila Formosa e Prefeitura, aonde o índice chega a 4,5%. 

Ao divulgar o resultado do primeiro Lira de 2016, o diretor de Vigilância em Saúde da AMS, veterinário Aguinaldo Aparecido Ribeiro, chamou a atenção para um dado do levantamento: 52,5% dos criadouros para Aedes aegypti encontrados pela cidade tem origem humana. “Os agentes de endemias encontraram nos locais visitados muito lixo, sucatas, entulhos e outros objetos que acumulam água e possibilitam a proliferação do mosquito, colocando em risco a saúde dos próprios moradores”, explica o veterinário.

Quanto à região com maior índice de infestação, Ribeiro salienta que é recorrente o percentual de presença de criadouros nos bairros que integram o estrato. “Para que se ter uma idéia da situação, em janeiro de 2015 o índice alcançou 9,5%, enquanto a média da cidade naquele foi de 5,9%”, disse o diretor. Para ele, é imprescindível que a população de Apucarana tome consciência do seu papel para impedir a proliferação do mosquito, mantendo os terrenos limpos.

UNIÃO
– Atendendo a orientação do Ministério da Saúde para todos os municípios, a partir de fevereiro 100% dos imóveis de Apucarana serão visitados por agentes de combate a endemias (ACE) e agentes comunitários de saúde (ACS), em uma ação conjunta para o combate ao Aedes aegypti. Segundo Agnaldo Ribeiro, todos estão preparados para atuar na eliminação dos criadouros, sendo que os ACS não irão realizar a aplicação de larvicida. “Este trabalho compete aos agentes de endemias”, complementa o diretor, salientando que esta ação conjunta será desenvolvida a cada dois meses.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 10/12

IZAURA FERREIRA DE ANDRADE, 70 ANOS

ARAPONGAS
CLÁUDIO SILVA, 88 ANOS

IVAIPORÃ
VALDETE CORDEIRO PEREIRA, recém-nascida
MIRIAM PEREIRA DE LIMA, 70 ANOS
CLÓVIS DE ALCÂNTARA BRASIL, 53 ANOS

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MEGA SENA

CONCURSO 1884 · 10/12/2016

01 04 23 32 38 59