Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Vendaval destelha casas e assusta moradores do “Adriano Correia”

Loading...

APUCARANA

Vendaval destelha casas e assusta moradores do “Adriano Correia”

Chuva destelhou cerca de 30 residências em Apucarana - Foto - Profeta - assessoria de imprensa

Uma rajada de vento que durou apenas cerca de 10 segundos, de acordo com relato dos moradores, derrubou árvores, muros e destelhou cerca de 30 residências no Núcleo Habitacional Adriano Correia, em Apucarana. Os danos de maior monta aconteceram em moradias da Avenida Serra da Mantiqueira, ruas Serra da Prata e Serra da Ortigueira. “Estava com minha neta e foi tudo muito rápido. Coisa de segundos e o vento levou quase todo o telhado. Graças a Deus ninguém se machucou”, disse a moradora Diva Estravacapa, ainda em choque, enquanto acompanhava os bombeiros cobrirem a casa com lona plástica. “Dia destes minha casa foi atingida por um raio, agora esse vendaval. Não sei o que vou fazer agora”, lamentou.

O pedreiro Bruno Maciel, que trabalha em uma obra no bairro conta que devido a chuva foi para casa e quando chegou recebeu ligação do proprietário avisando sobre o ocorrido. “Ele ligou desesperado pois haviam contado a ele que um vendaval tinha passado pelo bairro e pediu para a gente voltar para ver a obra. Quando chegamos, não havia acontecido nada, mas nas casas próximas fiquei surpreso ao ver os estragos. Muro e árvores caídas, telhados destruídos”, relatou Maciel.

Além do apoio das equipes da Defesa Civil, formadas por bombeiros militares, guardas municipais e equipes de diversas secretarias da prefeitura, os atingidos pelo vendaval no Núcleo Habitacional Adriano Correia contaram com suporte de pessoas da própria comunidade. Morador há vinte anos do bairro, Valdir Arcanjo da Silva, foi um dos que prestaram auxílio. “Ouvi um barulho e quando olhei pela janela só vi telhas passando. Era de uma casa que fica há mais de 200 metros da minha. Não pensei em mais nada. Sabia que lá moravam crianças, então saí para ajudar”, conta Silva. Ele destacou ainda a ação das autoridades. “Os bombeiros chegaram em questão de cinco minutos. Depois vieram as máquinas, tudo bem rápido”, testemunhou.

Assim que souberam do ocorrido, tanto o prefeito Beto Preto quanto o vice-prefeito Júnior da Femac, cancelaram a agenda de compromissos e foram ao local acompanhar o trabalho da Defesa Civil. “Vim prestar a minha solidariedade às vítimas e a toda esta comunidade do Núcleo Adriano Correia. Assim que recebi esta triste informação determinei que todas as nossas equipes, com máquinas, caminhões, operários, se direcionassem o mais rápido possível para prestar ajuda aos moradores. Uma pena isto que aconteceu, estou muito triste. Esses dias tivemos o problema da chuva, que causou muitos prejuízos, deixando quase toda a cidade sem água, e agora este vendaval. Infelizmente é a força da natureza contra a força do homem, e isto muitas vezes acontece desta forma, sem previsão”, lamentou o prefeito Beto Preto.

O vendaval prejudicou também a programação comemorativa aos 72 anos de Apucarana, motivando o cancelamento da entrega das obras de reforma e ampliação do CMEI Ana Luizão Festi. A solenidade estava prevista para a noite desta segunda-feira, na sede da instituição de ensino, localizada no Distrito de Pirapó. Uma nova data será agendada pela Autarquia Municipal de Educação (AME).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

APUCARANA 05/12

YOSHIMATSU NIKI, 99 anos

SULINA ANTONIA DA SILVA, 82 anos

JOSE BECEL, 80 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41